A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Nas decisões contra times favoritos a derrota sempre é algo raro

Nossa mídia esportiva é tão ruim em análises coerentes sobre o futebol, paixão nacional, como os analistas da política em relação ao “Lulismo”, fenômeno social. Ontem depois de nossa heróica vitória nos pênaltis, depois de 1x1 no tempo normal, escutei dizerem, com todas as letras, que quem merecia chegar à final da Taça Rio era o Fluminense e não o Flamengo.

Como disse uma vez o Rica Perrone, jornalista são paulino e rubro negro, a mídia “paulista” não assiste jogo nenhum a não serem os de SP. E se não bastasse isso, ainda ignora as teorias que outros analistas, de outros estados, dizem ou escrevem. Tudo isso para manter aquela velha atitude de jogar para torcida em nome daqueles que “pagam” os seus salários. Deve está ai um dos motivos de fazer um [des] serviço público num meio bancado pela sociedade.

O jogo na prática

Começamos mal o jogo, sem R10 e Maldonado. Já no inicio do jogo perdemos Léo Moura e ainda tomamos um gol cedo. Mas nosso time não se abateu e partiu para cima em busca do empate. É verdade que foi o Fluminense que chegou com mais perigo. Fred finalizou umas duas vezes só no primeiro tempo, enquanto a gente mal-mal conseguimos aproximar da pequena área.

No segundo tempo mantivemos o ritmo do primeiro na raça e na vontade, conseguindo fazer um gol de empate. O Fluminense conseguiu chegar com perigo várias vezes no gol, mas o nosso time na base de tanta dificuldade, mas disposto a vencer, conseguiu manter o equilíbrio e às vezes até mandar no jogo.

Fomos para as cobranças de pênaltis. E mesmo tendo mais um fator contra a gente, que foi a falta de experiência de nossos jogadores na hora “h”, pesou aquela velha tradição que quando o Flamengo chega à decisão, principalmente contra times favoritos, a derrota é rara e mandar nossos adversários chorarem no vestiário é um fato comum.

E os jornalistas e analistas de futebol que insiste na injustiça da classificação rubro-negra devem ter visto apenas os melhores momentos (por falar em melhores momentos eles viram o gol ilegal do Rafael Moura?). Alias, deve ser só isso que eles fazem. Até por que, o que importa são as picuinhas entre eles e não um debate sério a cerca do objeto em análise.

É claro que o jogo mostrou, mais uma vez, que temos vários problemas, e que são sérios de mais. Assim para um clube que quer ganhar a copa do Brasil e disputar de igual para igual um brasileiro não podemos contentar nem com essa invencibilidade, que mascara a realidade, e muito menos com esse futebol “burocrático” e sem definição de objetivos.

Temos que mudar radicalmente sem medo de errar, mas isso é assunto para uma próxima postagem. Talvez, quarta-feira.

E que venha o Horizonte. Pra cima deles Flamengo!
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo