A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Ex-flamenguistas desbravam Escandinávia

O maior expoente da geração 1983 do Flamengo é Ibson. Mas, em uma das partes mais frias da Europa, outros três integrantes daquela equipe de juniores do Rubro-Negro encontraram um jeito de brilhar longe da Gávea. O lateral-direito Gaúcho, o apoiador Alan e o atacante Bruno Santos são os representantes da conexão Fla-Escandinávia.

Aos 24 anos e desde 2005 na Noruega, Alanzinho, como era conhecido em seus tempos de Rubro-Negro, voltou no início de dezembro ao Brasil. Mas só para curtir férias. E com a mala carregada. Apesar de atuar no mediano Stabaek, foi eleito o melhor jogador do Campeonato Norueguês. O time chegou em segundo lugar e disputará a Copa da Uefa na próxima temporada.

- Vim parar aqui meio do nada. Eles precisavam de um meia e viram meu DVD. Fiquei com um pouco de medo de ir, mas aceitei. O início foi pesado por causa do frio e da língua. Mas nunca pensei em desistir - declara, em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, quando ainda estava em Baerum.

Alan ficou 12 anos no Flamengo. Era uma das principais apostas das divisões de base por causa da habilidade e facilidade nos dribles. Entretanto, teve poucas chances e não vingou. Em sua página num site de relacionamentos, ele exibe uma foto com a camisa rubro-negra no Maracanã e descreve como a "realização de um sonho. Porém, a estrela não brilhou".

- Saí triste. Queria ser reconhecido no time onde fiquei 12 anos - lamenta.

Flamengo via internet
Capitão do time de juniores do Flamengo, Gaúcho jogou 28 partidas no time profissional entre 2002 e 2004. Mas foi na fria Dinamarca que ele se firmou no futebol. O lateral-direito passou para o meio-campo do Naestved. Mas a ligação com a Gávea ainda é estreita.

- Estou sempre acompanhando o Flamengo pela internet. Aproveita e manda os parabéns para todo o pessoal lá - pede o ex-rubro-negro.

Na Dinamarca, as dificuldades habituais, com a baixa temperatura. Mas nenhum arrependimento de ter desbravado um país cujo campeonato de futebol é pouco conhecido.

- Valeu a pena. Apesar do frio, consegui me adaptar bem - conta.


Rei do gol da Suécia
A alguns milhares de quilômetros de Gaúcho joga o atacante Bruno Santos. Ele teve pouquíssimas chances no Fla e transferiu-se para IFK Norrköpping em 2005. Na Suécia, virou artilheiro. Tem até site oficial, onde é descrito como o "Rei do gol" - 37 em 71 jogos. Nesta temporada, foi o goleador da Segunda Divisão, melhor jogador e garantiu a promoção do Norrköpping.

Fonte: Globo Esporte
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo