A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Raio-X do grupo do Flamengo



Nada de brasileiro, argentino ou mexicano no caminho do Flamengo na primeira fase da Taça Libertadores. Na noite desta quarta-feira, em sorteio realizado em Assunção, o clube rubro-negro, cabeça-de-chave do Grupo 4, soube que terá como adversários Nacional-URU, Coronel Bolognesi-PER e o ganhador do confronto 5 da Pré-Libertadores (Cienciano-PER ou Montevideo Wanderers-URU).

De qualquer forma, o grupo terá ou dois uruguaios ou dois peruanos. O Nacional, a princípio, é a equipe mais complicada. O time da capital uruguaia já ganhou a Libertadores três vezes - mesmo número de títulos mundiais. No entanto, a fase não é das melhores.

- Esse ano o Nacional foi mal e terminou em crise. Mas eles prometeram se reforçar e montar uma boa equipe - diz Peralta, por telefone, ao GLOBOESPORTE.COM.

O apoiador já jogou tanto no Flamengo quanto no Nacional. E brinca:

- Acho que vou pedir uma vaguinha para poder enfrentar o Mengão.

O Coronel Bolognesi é da cidade peruana de Tacna, na parte sul do Peru. O time foi vice-campeão local e joga no acanhado estádio Jorge Basadre, com capacidade para 18 mil pessoas.


Altitude pode aparecer

Caso o Cienciano avance na Pré-Libertadores, o Flamengo poderia reencontrar a altitude que tanto o atrapalhou em 2007. Mas em vez de Potosí, a 4.200 metros do nível do mar, a cidade seria Cuzco, a 3.400 metros. Segundo Kléber Leite, a possibilidade não existe.

- A Fifa estabeleceu um limite de 2.750 metros para jogos internacionais. Fora isso, só com um período de aclimatação de 21 dias. Menos um problema na vida das pessoas - declara o dirigente flamenguista.

O outro possível adversário é o pequeno Montevideo Wanderers. A equipe costuma mandar os jogos no Parque Alfredo Victor Viera, mas há a possibilidade de usar o estádio Centenário na Libertadores.

- Time bom, mas novo. O número 10 deles, Julio Rodriguez, é o melhor. Ele já jogou no Brasil - afirma Peralta.

Fonte: Globo Esporte
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo