A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Fla não consegue passar pelo Bolognesi


De maneira pouco animadora o Flamengo iniciou a sua nona participação na Copa Libertadores. O Rubro-Negro enfrentou o estreante Coronel Bolognesi, no Estádio Jorge Basadre, em Tacna, no Peru, e empatou por 0 a 0 pelo Grupo 4 da competição. Nesta quinta-feira, o Cienciano-PER receberá o Nacional-URU em Cusco, completando a primeira rodada da chave.

O primeiro tempo, do ínicio ao fim, foi de dar sono. O Flamengo não fez questão de se aproveitar da fragilidade do adversário e foi extremamente preguiçoso e desinteressado até o intervalo.

A prova da apatia rubro-negra é que o time deu apenas três finalizações ao gol na etapa inicial. Na mais perigosa delas, Leonardo Moura, que recebera bom passe de Ibson, arriscou da entrada da área e obrigou o goleiro Penny a espalmar para escanteio.

Mesmo sem grande categoria, o Coronel Bolognesi por pouco não abriu o placar num belo lance do atacante Gonzales-Vigil. Ele recebeu um cruzamento da direita de Revoredo e, de voleio, fez com que Bruno se esticasse todo para defender.

No finzinho da primeira etapa, o Flamengo perdeu Toró. O jogador que mais estava se empenhando em campo pelo lado rubro-negro teve de ser substituído por motivo de contusão. Kleberson entrou em seu lugar.

Na segunda metade do jogo, o Flamengo, ao menos, arriscou mais os arremates a gol. Kleberson, Diego Tardelli e Jônatas fizeram as suas tentativas, mas não obtiveram sucesso.

Nem a falta de aptidão da equipe fez com que Joel Santana providenciasse mudanças imediatas. Ibson errava muitos passes, Kleberson não aparecia para jogar e os atacantes Diego Tardelli e Souza não entravam em sintonia.

O Flamengo até criou mais uma boa oportunidade quando Diego Tardelli ajeitou de cabeça para o chute errado de Ibson. Depois disso, a paciência de Joel, enfim, foi abalada e ele mexeu no time. Obina substituiu Tardelli para os 15 minutos finais.

Marcinho também teve alguns minutos para fazer algo de bom, mas perdeu uma chance clara. No rebote, Obina fez pior e furou. Para um time que começou a Libertadores como favorito ao título, o Flamengo teve uma atuação abaixo da crítica.

FICHA TÉCNICA:

CORONEL BOLOGNESI 0 x 0 FLAMENGO

Estádio: Jorge Basadre, Tacna (PERU)
Data/hora: 13/2/2008 - 21h45min (de Brasília)
Árbitro: Mauricio Reinoso (EQU)

Cartões amarelos: Juan, Ibson, Diego Tardelli (FLA), Revoredo (CBO)
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Não houve

CORONEL BOLOGNESI: Penny, Revoredo, Ostersen, Balbín e Álvarez; Linares, Uribe, Vásquez e Ramírez (Novoa, 44'/2T); Gonzales-Vigil (Mostto, 38'/2T) e Ross (Chávez, 25'/2T). Técnico: Juan Reynoso.

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton, Jônatas, Ibson e Toró (Kleberson, 41'/1T); Diego Tardelli (Obina, 31'/2T) e Souza (Marcinho, 40'/2T). Técnico: Joel Santana.

Fonte: LanceNet

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo