A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Flamengo joga mal mas consegue vitória chorada


Mesmo atuando muito mal, o Flamengo - com uma sorte daquelas de campeão - conseguiu sua primeira vitória na Libertadores ao vencer o Cienciano nesta quarta-feira, por 2 a 1, no Maracanã. Souza, que pôs fim a um jejum de seis jogos sem marcar, e Marcinho, este aos 43 minutos do segundo tempo, fizeram os gols rubro-negros. Vassalo anotou o dos peruanos. O triunfo deu a liderança do Grupo 4 ao time de Joel Santana, que soma quatro pontos.

Kleberson, que ganhou a vaga de Jaílton no time titular, foi a principal figura do Flamengo no primeiro tempo. O pentacampeão mundial armava as jogadas do meio-de-campo, obtendo êxito nas inversões de jogo e na criação.

Mas quem chegou mais cedo perto do gol foi o Cienciano: aos 27 minutos, Bazalar bateu falta e a bola sobrou para Vassalo, que disparou um chute seco, evitado por Bruno em uma grande defesa.

O primeiro lance de perigo protagonizado pelo time de Joel saiu aos 36 minutos, quando Toró deixou Ibson sozinho. Este, no entanto, pecou pelo preciosismo e desperdiçou a jogada, chutando em cima da defesa peruana.

O pé de Toró estava afiado e, aos 37 minutos, ele novamente deixou um companheiro sem marcação. Desta vez, no entanto, tratava-se do matador Souza, que, com uma bomba de pé direito, abriu o placar. O matador comemorou o gol provocando os botafoguenses, levando as mãos ao olho, simulando um choro.

O Flamengo, que passou a ficar absoluto no jogo, esperava pelo fim do primeiro tempo. Talvez por esse excesso de segurança, aos 45 minutos, a zaga rubro-negra dormiu e Vassalo, totalmente desmarcado e aproveitando a péssima colocação de Bruno, empatou.

No segundo tempo, um erro do árbitro para cada lado

O início do segundo tempo reservou muitas emoções. Aos trinta segundos, Sawa, após receber de Chiroque, levou perigo ao gol de Bruno. O Flamengo respondeu um minuto depois com Toró, que quase marcou um golaço após fazer tabela com Souza.

Aos seis minutos, o Rubro-Negro voltou a levar muito perigo: Juan recebeu de Souza e cruzou para o meio da área, Diego Tardelli se embolou com um zagueiro do Cienciano e a bola carimbou a trave de Flores.

Aos 24 minutos, o Cienciano marcou um golaço em belíssima triangulação protagonizada por García, Sawa e Vassalo. Este, bem atrás da linha da bola, empurrou a bola para a rede depois de receber passe do japonês. Um erro grotesco da arbitragem, no entanto, anulou o que seria a virada do time peruano.

Apesar de mal em campo, o Flamengo tinha maior domínio territorial e esta superioridade quase foi premiada aos 38 minutos, quando Obina, em uma cabeçada de muito longe quase surpreendeu o atrapalhado goleiro Flores. O time rubro-negro também foi prejudicado pelo árbitro, que não marcou um pênalti depois de o zagueiro pôr a mão na bola dentro da área.

O fim do jogo ainda foi de fortes emoções. A três minutos do fim do tempo regulamentar, Chiroque disparou em altíssima velocidade e soltou uma bomba de pé direito, mas Bruno defendeu.

Aos 43 minutos, no entanto, a sorte de campeão da Taça Guanabara deu a vitória ao Flamengo. Marcinho, aproveitando-se de falha coletiva da zaga peruana, marcou de pé direito, sem goleiro e sem zagueiro algum do Cienciano. Jônatas, que entrou aos 39 minutos de jogo, iniciou a jogada que deu a vitória.

FLAMENGO 2 x 1 CIENCIANO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 27/2/2008 - 21h50min (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Grance (PAR)
Auxiliares: Carlos Galeano (PAR) e Oscar Viera (PAR)
Renda/público: R$ 605.691,00 / 27.802 pagantes (31.221 presentes)
Cartões Amarelos: Juan (FLA); Romaña, Sawa (CIE)
GOLS: Souza, 37'/1º T (1-0); Vassalo, 45'/1º T (1-1); Marcinho, 43'/2ºT (2-1)
FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Fabio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Kleberson (Jônatas - 39'/2ºT), Ibson e Toró (Marcinho - 21'/2ºT); Diego Tardelli (Obina - 21'/2ºT) e Souza - Técnico: Joel Santana.

CIENCIANO: Flores, Solís, Marengo e Romaña e Guizasola; Bazalar, Ortiz, García (Olchese - 38'/2ºT) e Chiroque; Sawa (Corcuera - 31'/2ºT) e Vassallo - Técnico: Franco Navarro.


Fonte: LanceNet


Minha avaliação:
O time do Flamengo jogou no campo do adversário porém não concluiu as jogadas em gol, por insistir no meio ao invés de usar as laterais, isso no primeiro tempo. Já no segundo, o problema foi ficar tentando cruzar bola pra área toda hora estava me irritando já... até que numa jogada de sorte o Flamengo faz o gol e põe sorte nisso! No final tudo certo, 2x1 Mengão e somos líder .

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo