A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Pedigree de 'Craque o Fla faz em casa'

Na época em que os pais começaram a carreira, o Ninho do Urubu era apenas um matagal no distante bairro de Vargem Grande. O tempo passou, os pais famosos se aposentaram ou estão em fim de carreira e o tal matagal transformou-se em um promissor CT que abriga até os profissionais do Flamengo. E lá, o trio Matheus, Patrick e Diego inicia a árdua caminhada para, quem sabe, repetir o mesmo sucesso que Bebeto, Júnior Baiano e Djalminha obtiveram no Rubro-negro.

Filho do ex-atacante Bebeto, Matheus é o mais "famoso" dos três. Quando nasceu, em 1994, foi embalado pelo papai durante o jogo contra o Holanda, na Copa do Mundo. Já como aspirante a jogador, participou da seleção brasileira sub-13. Mas ainda assim é econômico nas palavras.

- Estou me esforçando, as coisas estão caminhando. Meu pai sempre procura me orientar - diz Matheus, 12 anos, e meia-esquerda do Rubro-negro.

Patrick também tem 12 anos. Mas nem parece. Perto dos companheiros da categoria Pré-Mirim, parece um gigante. Embora não tire o sorriso dos lábios, o primogênito do zagueiro Júnior Baiano também não se acostumou às entrevistas.

- É, sou um pouco tímido - diz. Mas a idolatria pelo pai famoso fica explícita.

- Agora estou torcendo pelo Brasiliense porque ele está lá. Claro que me inspiro no meu pai! Aliás, acho até que me pareço com ele - declara Patrick.


Filho de Djalminha: goleador tímido
Por último surge Diego e seu cabelo black power. Nos últimos dois jogos do Flamengo no Estadual Mirim, ele marcou quatro gols. Mas o filho de Djalminha ainda não se acostumou com o assédio. Primeiro, preferiu não dar entrevista alegando "estar com pressa". Depois, convencido pelo amigo Patrick, aceitou tirar uma foto. Mas, cheio de vergonha, reclamou quando olhou o resultado:



- Sou muito feio. Olha só que horrível. Tira outra, por favor - fala. Pedido feito, pedido atendido. Satisfeito, Diego?

- Continua feio, mas está melhor. Coloca essa segunda no ar - declara.

Tímidos, sim. Mas com o pedigree da tradicional (e ainda existente) frase "Craque o Flamengo faz em casa". Se darão certo ou não, só o tempo vai dizer. Ah, vale lembrar também que o primo de Adriano, Pedro Paulo, também está por lá. Mas, assim que soube da presença da reportagem do GLOBOESPORTE.COM, o garoto de 12 anos saiu correndo. Mais um indício de que vem por aí uma geração tímida. Espera-se que talentosa.

Fonte: Globo Esporte
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo