A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Bruno tem dia de Zico e leva Flamengo à vitória


Se os jogadores da linha não conseguiam durante toda a partida, o goleiro foi ao ataque e conseguiu. Com um gol de Bruno, de falta, e de Obina no final da partida, o Flamengo abriu caminho para vencer o Coronel Bolognesi no Maracanã por 2 a 0. Com o resultado o Flamengo se classificou como primeiro colocado do Grupo 4 e como segundo melhor time da primeira fase da Libertadores.

Se a missão do Coronel Bolognesi era tentar manter a melhor defesa da competição, a missão do Flamengo era vencer para se manter como o primeiro colocado de seu grupo. E logo de cara o improvisado atacante Marcinho deu aos peruanos o cartão de apresentação do Rubro-Negro. Com uma cabeçada na trave aos sete minutos, o Flamengo deu a impressão de que os peruanos voltariam para casa mais furados do que cego em tiroteio.

Porém, foi apenas uma falsa impressão. Sem atacar com convicção durante todo primeiro tempo, o Flamengo perdeu as poucas oportunidades que criou já que a fraqueza do adversário, que insistia em se manter fechado na defesa, era algo notório no Maracanã.

As melhores chances rubro-negras saíram dos pés de Souza que, aos dez minutos, quase marcou de fora da área. Outra boa oportunidade na primeira etapa aconteceu aos 18 minutos quando Marcinho, melhor do time até então, deu passe para Souza que desperdiçou outra oportunidade.

E esta foi a tônica da primeira etapa: o Coronel Bolognesi armado com um ferrolho em sua defesa, enquanto o Flamengo não conseguia ameaçar de forma veemente o gol de Penny. Tal quadro não agradou aos rubro-negros presentes ao Maracanã, que vaiaram o time na saída para o intervalo.

No retorno dos times na segunda etapa, Joel ousou e mudou o time do 4-4-2 para o 4-3-3, tirando o volante Cristian e colocando Diego Tardelli ao lado de Marcinho e Souza no ataque.

Mesmo com um atacante a mais a tônica da partida seguiu a mesma: Flamengo no ataque, criando algumas oportunidades, enquanto o Coronel Bolognesi seguia fechado em sua defesa. Tanto é verdade que Kleberson aos quatro minutos, Diego Tardelli, aos 13, e Léo Moura, aos 26, esbarraram na boa atuação do goleiro Penny.

Quando Penny foi vencido, o zagueiro Balbín salvou em cima da linha em lance que Souza driblou o goleiro mas não conseguiu abrir o placar no Maracanã.

E a vontade de ganhar fez com que Joel colocasse mais um atacante em campo. Obina, aos 25 minutos da segunda etapa, entrou no lugar de Toró, fazendo Marcinho recuar para armar as jogadas do Rubro-Negro.

Tal postura ofensiva do Flamengo proporcionou ao time peruano o contra-ataque. E no único lance de perigo do Coronel Bolognesi, Alvarez cruzou do lado esquerdo e Ross cabeceou, mas Bruno fez excelente defesa, salvando o Flamengo.

Mas isso não abalou o Flamengo. Aos 37 minutos de jogo, falta na entrada da área do Coronel Bolognesi. Bruno, inesperadamente, foi cobrar. Na cobrança, bola no ângulo esquerdo de Penny, que nem se mexeu. O gol levou a torcida a explodir de alegria na arquibancada do Maracanã: Flamengo 1 a 0.

A festa ainda ganhou um tempero a mais aos 43 minutos. Marcinho foi até a linha de fundo, driblou Farfán e cruzou para Obina escorar e marcar o segundo gol do Flamengo.

Com a vitória, gol de Bruno e Obina, a festa da torcida rubro-negra estava completa. Tanto é verdade que os torcedores saíram da arquibancada já provocando o Botafogo, adversário da final do Carioca que terá sua primeira partida no domingo.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 2 X 0 CORONEL BOLOGNESI

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/4/2008 - 19h30min (de Brasília)
Árbitro: Ivan Gamboa (Fifa-BOL)
Renda/público: R$ xx / xx pagantes
Cartões amarelos: Toró e Marcinho (FLA); Linares, Uribe e Vasquez (CBO)
GOLS: Bruno, 37'/2ºT (1-0); Obina, 43'/2'T (2-0)

FLAMENGO: Bruno, Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jaílton, Cristian (Diego Tardelli, Intervalo), Kleberson e Toró (Obina, 25'/2ºT); Marcinho e Souza (Gavilán, 38'/2ºT). Técnico: Joel Santana.

CORONEL BOLOGNESI: Penny, Revoredo (Farfán, 41'2ºT), Balbin, Ostersen e Cortez; Uribe, Vasquez, Linares (Novoa, 18'/2ºT) e Alvarez; Gonzáles Vigil (Mostto, 17'/2ºT) e Ross. Técnico: Juan Reynoso.


Bruno não é o primeiro goleiro a marcar pelo Fla


Com um gol de falta de Bruno aos 37 minutos do segundo tempo, o Flamengo venceu o Coronel Bolognesi por 2 a 0 no Maracanã. Entretanto, não foi a primeira vez que um goleiro do Flamengo marca um gol.

Em 19 de setembro de 1970, Ubirajara, em tiro de meta, marcou um gol no jogo em que o Flamengo venceu o Madureira por 2 a 0 no Estádio Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro.

A outra vez que o Camisa 1 marcou um gol foi em 1997. Zé Carlos, então titular do Fla, marcou de pênalti na goleada sobre o Flamengo por 6 a 2 sobre o Nacional, do Amazonas, pela Copa do Brasil.

Fonte: LanceNet

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo