A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Ainda assim, time de camisa.

Podemos não ter o time dos sonhos. Mas a equipe que vem jogando tem no mínimo honrado o Manto. Disso acho que não dá para reclamar.

Não vamos confundir limitação técnica com indisposição, boicote para derrubar treinador ou devido atrasos de salários. Agora sem os bad-boys, nem confusões extra campo existem para tirar o foco ou justificar o fracasso. Estamos chegando num ponto em que tão somente os resultados dentro das quatro linhas podem falar por si só quanto ao caminhar do time no campeonato.

É claro que disposição apenas não ganha jogo. Haja vista nossos últimos resultados. Mas, o adversário que pensa que vai vencer fácil, se engana. É o que tem acontecido, no mínimo. Foi assim com o Palmeiras, Botafogo, Inter.

Tinha até próprio flamenguista cravando derrota, goleada, massacre.

O time foi forte em todos os jogos. Às vezes não venceu porque não houve quem empurrasse a bola para dentro. No mais, ainda que com um futebol abaixo da nossa grandeza, não fomos goleados por Curitiba ou Sport’s da vida.

Em contrapartida, temos derrapado contra os times mais inofensivos. Tais como Avaí, Goiás, Vasco.

O momento e a posição na tabela são no mínimo preocupantes. Não me desespero porque sei que nossa camisa jamais pode ser menosprezada. O adversário sabe que vai ter problemas ao enfrentar o Flamengo. Sejam lá em quais condições forem.

A camisa tem um peso. E às vezes, esse peso tem muito mais valor que as circunstâncias adversas. Por isso que não dá para duvidar de um time gigante.

Por isso, que por mais que a razão nos mostre que o Corinthians seja superior, é nessas horas que o futebol (que não é uma ciência exata) gosta de aprontar.

O que me desagrada e entristece é ler que de azul e amarelo que vamos para o Pacaembu travar uma batalha contra um de nossos maiores rivais.

Isso é lá hora de usar terceiro uniforme? Quando o time mais precisa das suas cores que fazem qualquer Cristian Borja se transformar num Romário, recebemos essa notícia. Lamentável. Muito lamentável.

Se ainda tinha algo nos jogos do Flamengo que estimulassem o torcedor comparecer ao estádio e assistir a partida era a camisa. Sem ela, ou melhor, com ela desconceituada desse jeito, de onde tirar forças para olhar os onze defensores em campo e gritar “Mengo”?

Mais um desafio. Agora, parece que dobrado.

Uma pena o torcedor ter que se render a alguns caprichos do marketing pós moderno do esporte em que se mexe na identidade do clube do seu coração, aquele a quem ele aprendeu a amar muitas vezes primordialmente por causa de suas cores. E o pior que o torcedor nem sequer é consultado. Depois dizem que nós somos a razão da existência dos grandes clubes. Às vezes parece que isso é verdade somente quando convém aos cartolas.

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo