A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Josiel faz dois e tricolor detona o Mengão


Em um jogo cheio de alternativas, o Paraná deu fim a série de quatro jogos sem vitória no Brasileirão e derrotou o Flamengo, fora de casa, por 2 a 1. A partida foi disputada em Uberlândia, no Parque do Sabiá. O time paranista deu um salto na tabela e chegou aos 19 pontos, ficando muito perto do G-4. Já o Rubro-negro, mesmo com o retorno do atacante Obina, completa sete jogos sem vencer (5 empates e 2 derrotas) e permanece na zona do rebaixamento, com apenas oito pontos.
As equipes voltam a campo no próximo domingo. Os cariocas vão a Porto Alegre para encarar o Grêmio, no Olímpico, às 16h. O Paraná vai receber o Palmeiras, às 18h10m, na Vila Capanema.
Jogo de velocistas


Flamengo e Paraná começaram o duelo no clima dos Jogos Pan-Americanos. Com muita garra, os atletas exibiram disposição logo nos primeiros minutos da partida e jogaram em alta rotatividade. Empurrado pela torcida, o Mengão forçou a marcação no campo do adversário. O Tricolor paranaense teve dificuldades para manter a posse de bola, mas logo se acertou e partiu para cima.
Goleiros ou ginastas?


A primeira boa chance de gol foi do Rubro-negro. Aos 3 minutos, o lateral-esquerdo Juan arriscou de fora da área e obrigou o goleiro paranista a fazer boa defesa e uma verdadeira acrobacia.

A resposta dos paranaenses não demorou. Aos 6, Bruno assustou os torcedores que foram ao Parque do Sabiá. Numa cobrança de falta de Luís Henrique, a bola desviou na zaga e sobrou fácil para o goleiro. Mas o camisa 1 quase deixou ela entrar.

Bruno foi obrigado a trabalhar novamente, aos 13 minutos. O atacante Josiel, artiheiro do Brasileirão, fugiu da marcação na área, chutou forte e o goleiro saltou para tirar com a ponta dos dedos.
A jogada mais bonita e impressionante do primeiro tempo ocorreu aos 17 minutos. Renato Augusto levantou a bola na área, Juan arrematou de primeira e Flávio fez mais uma de suas belas defesas.
Pugilista paranista


Aos 27 minutos, o Rubro-negro sofreu um duro golpe. Em bela jogada individual do artilheiro Josiel, o Paraná abriu o placar. O jogador invadiu a área e chutou de trivela, de perna esquerda, para fazer o seu 11º gol no Brasileirão.

Aberta a contagem, Josiel calou novamente a torcida no Parque do Sábia, dois minutos depois. O artilheiro foi lançado na área, teve tempo de errar o domínio de bola, tabelar sem querer com Vinícius Pacheco e fuzilar o goleiro Bruno.

Tiro certeiro


Aos 36, Juan fez um cruzamento perfeito para a área e Leo Medeiros entrou como uma bala para diminuir. A torcida rubro-negra em Uberlândia foi ao delírio e empurrou o time para cima do adversário.

A blitz do Fla só não deu resultado por culpa de Flávio. Ele salvou o Paraná do empate duas vezes seguidas. Na primeira, Leonardo chutou na cara do gol e o goleiro defendeu com o pé, aos 42. Um minuto depois, Leo Medeiros cobrou falta de longe e o camisa 1 mandou para escanteio. E tinha mais: aos 46, Souza ficou livre na área, mas chutou em cima de Flávio.

Revezamento de bombas

No início da etapa complementar, as equipes continuaram atacando com intensidade, mas sem o mesmo ritmo. A solução para tentar furar o bloqueio foram os chutes de longa distância, mas Bruno e Flávio continuavam atentos.

Ele voltou!
Depois de quase cinco meses longe dos gramados por uma grave lesão no joelho, o atacante Obina retornou ao Fla contra o Paraná, aos 15 minutos. Aos 28, o xodó da torcida rubro-negra fez fila na zaga tricolor, mas acabou desarmado na hora do arremate.
A partir daí, o Fla mostrou pouco fôlego e acabou derrotado mais uma vez no Brasileirão. O dia especial para os rubro-negros terminou mal. Por outro lado, a despedida do técnico Pintado do Paraná foi em grande estilo.

Fonte: Globo Esporte
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo