A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

sexta-feira, 7 de março de 2008

Destemperado, Flamengo é goleado pelo Nacional


Irreconhecível, destemperado e desatento. Estas palavras definem perfeitamente o Flamengo que foi goleado por 3 a 0 pelo Nacional, nesta quinta-feira, no Estádio Parque Central, em Montevidéu. Infantis expulsões de Toró - este no primeiro tempo - e Léo Moura - na etapa final -, somadas a duas falhas de Bruno nos dois primeiros gols uruguaios explicam bem a partida. Richard Morales (dois) e Fornaroli marcaram.

Com o triunfo, o Nacional assumiu a liderança do Grupo 4 da Libertadores, agora com seis pontos, dois a mais que o vice-líder Flamengo. Na próxima terça-feira, Cienciano (com três pontos) e Coronel Bolognesi (com um ponto) farão o duelo peruano e qualquer resultado tirará o Rubro-Negro da segunda colocação, devido ao saldo de gols.

Os dez minutos iniciais mostraram um Flamengo excessivamente recuado. O encolhimento rubro-negro, no entanto, não foi explorado pelo Nacional, que somente detinha maior posse de bola.

Aos 20 minutos, Bertolo cabeceou bola dentro da pequena área rubro-negra, mas Bruno, atento, espalmou. No rebote, Richard Morales isolou.

O lance mais perigoso do Flamengo se deu aos 37 minutos, quando Souza, com uma cabeçada de longe, quase encobriu o baixo goleiro Viera, de 1,75m, que pôs para escanteio.

A resposta uruguaia veio com o gol. Romero, de muito longe, soltou a bomba e Bruno bateu roupa. No rebote, Richard Morales fuzilou a rede rubro-negra: Nacional 1 a 0.

Dois minutos após o tento do Nacional, novo castigo: com o objetivo de cobrar rapidamente um lateral, Toró perdeu a cabeça e empurrou um dos gandulas. Resultado: cartão vermelho para o meio-de-campo rubro-negro.

O Flamengo iniciou a segunda etapa dando mostras de que iria reagir, pressionando. Léo Moura, no entanto, em um lance de pura infantilidade, entrou com o pé nas costas de Cardaccio e foi expulso, aos cinco minutos.

Com dois a mais em campo, o Nacional não demorou a levar perigo ao gol de Bruno. Aos seis minutos, Cardaccio cobrou falta e Victorino cabeceou com muito perigo, mas o camisa 1 rubro-negro fez uma defesaça.

Aos 17 minutos, mais susto para a Nação Rubro-Negra: o grandalhão Richard Morales apareceu na frente de Bruno e chutou com muito perigo, à direita da meta rubro-negra.

Quatro minutos depois, Bruno voltou a falhar e o jogo ficou praticamente decidido. Em um escanteio, o camisa 1 saiu mal, a bola passeou pela área e sobrou nos pés de Morales, que não perdou: Nacional 2 a 0.

O golpe de misericórdia veio aos 23 minutos de jogo. Fornaroli, cobrando falta cometida por Fábio Luciano na entrada da área, contou com a sorte de a bola ter desviado em Marcinho e transformou a vitória uruguaia em goleada.

No fim do jogo, Bruno, que teve má atuação, foi bem em dois lances de ataque do Nacional.

FICHA TÉCNICA:
NACIONAL 3 X 0 FLAMENGO

Estádio: Parque Central, Montevidéu (URU)
Data/hora: 06/03/2008 - 18h (de Brasília)
Árbitro: Pablo Pozo (Fifa-CHI)
Auxiliares: Cristian Julio (CHI) e Patricio Basualto (CHI)
Renda/público: Não divulgados
Cartões amarelos: Leonardo Moura, Ibson, Ronaldo Angelim (FLA); Bertolo (NAC)
Cartões vermelhos: Toró, 42'/1ºT; Leonardo Moura, 5'/2ºT
GOLS: Richard Morales, 40'/1ºT (1-0) e 21'/2ºT (2-0); Fornaroli, 23'/2ºT (3-0)

NACIONAL: Viera, Acosta, Victorino, Barone e Romero; Oscar Morales, Cardaccio, Arismendi (Ligüera - 26'/2ºT) e Bértolo; Fornaroli (Perrone - 39'/2ºT) e Richard Morales (Pereyra - 30'/2ºT) - Técnico: Gerardo Pelusso.

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Cristian, Ibson, Kleberson (Jaílton - 8'/2ºT) e Toró; Diego Tardelli (Marcinho - intervalo) e Souza (Jônatas - 24'/2ºT) - Técnico: Joel Santana.



Fonte: LanceNet
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo