A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quarta-feira, 30 de abril de 2008

Flamengo bate o América e põe a mão na vaga



O Flamengo conseguiu um importante resultado em sua caminhada pelo bicampeonato da Copa Libertadores. Jogando no Estádio Azteca, na Cidade do México, numa altitude 2.300m, o Rubro-Negro derrotou o América (MEX) por 4 a 2, no jogo de ida das oitavas-de-final da competição.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira e uma derrota por 2 a 0 ou 3 a 1 ainda assim garantirá o time dirigido por Joel Santana nas quartas-de-final. Agora, todas as atenções da equipe carioca estarão voltadas para a decisão do Campeonato Estadual, no próximo domingo, contra o Botafogo.

O primeiro tempo começou, surpreendentemente, com um ligeiro domínio rubro-negro. Logo no primeiro lance, Marcinho quase marcou de cabeça depois de escanteio cobrado por Luizinho. Em mais uma jogada de bola parada, Kleberson apareceu livre e acertou um bom chute de esquerda. Cervantes se colocou bem e salvou praticamente em cima da linha.

Em crise no Campeonato Mexicano, o América estava apático. Para se ter idéia, a primeira tentativa do time da casa aconteceu apenas aos 21 minutos, com Mosqueda.

Quando o jogo encaminhava para um 0 a 0 até o intervalo, Bruno lançou Marcinho, que dominou o lance, invadiu a área, deu um drible em Sebá e chutou de canhota para abrir o placar para o Flamengo. Porém, logo em seguida, o Rubro-Negro cedeu o empate. Mosqueda passou por Luizinho e cruzou para a cabeçada do zagueiro Cervantes. Bruno nada pôde fazer e a igualdade foi estabelecida até o fim da etapa.

Poupando os jogadores para a decisão de domingo, Joel promoveu duas alterações para etapa complementar. Obina entrou no lugar de Souza e Juan saiu para a entrada de Leonardo Moura. Com isso, Luizinho foi deslocado para a direita. Vale lembrar que Toró começou o jogo no banco, também por precaução do técnico.

As mexidas deram mobilidade ao Rubro-Negro, que por pouco não desempatou logo no início. Obina tocou para Ibson, que obrigou Ochoa a fazer uma boa defesa. O América respondeu num belo chute de Cabañas, que assustou Bruno.

No lance seguinte, o Flamengo teve chance claríssima numa descida de Luizinho pela esquerda. Ele invadiu a área e tocou para Obina. O centroavante chegou chutando e quase surpreendeu Ochoa, que defendeu no susto. Os mexicanos prontamente deram o troco. Léo Moura salvou uma cabeçada de Rodríguez em cima da linha, após péssima saída de Bruno.

Depois de salvar o Flamengo, Leonardo Moura protagonizou a jogada mais brilhante do jogo. O lateral passou por quatro adversários e, cara a cara com o goleiro Ochoa, chutou caprichosamente na trave. As chances de o Flamengo matar o jogo se sucediam e não eram aproveitadas. Obina chegou a receber um passe de Sebá mas desperdiçou o chute.

De tanto tentar, o Flamengo chegou ao segundo gol novamente com Marcinho. Ele recebeu passe de Obina e bateu cruzado. Porém, assim como na primeira etapa, os mexicanos chegaram ao empate dois minutos depois. Cabañas cruzou da esquerda e Esqueda completou para o gol.

O gol de Esqueda animou os mexicanos, que partiram para cima do Flamengo e começaram a criar chances seguidas. Porém, ora eram barrados por Bruno, ora eram incompetentes na finalização.

Quando o empate parecia inevitável, o Flamengo achou o terceiro gol. Obina bateu com categoria na trave e a bola sobrou para Leonardo Moura. O lateral teve calma e tocou para Diego Tardelli marcar. O Rubro-Negro quis mais e alcançou o quarto gol, praticamente assegurando a sua classificãção. Leonardo Moura tabelou com Ibson e tocou por cima do goleiro, selando a brilhante vitória rubro-negra.

FICHA TÉCNICA:
AMÉRICA (MEX) 2 X 4 FLAMENGO

Estádio: Azteca, Cidade do México (MEX)
Data/hora: 30/04/2008 - 19h45min (de Brasília)
Árbitro: Carlos Chandia (Fifa-CHI)

Cartões amarelos: Villa, Esqueda (AME), Jaílton, Fábio Luciano e Bruno (FLA)
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Marcinho, 43'/1ºT (0-1); Cervantes, 45'/1ºT (1-1); Marcinho, 24'/2ºT (1-2); Esqueda, 26'/2ºT (2-2); Diego Tardelli, 42'/2ºT (2-3); Leonardo Moura, 47'/2ºT (2-4).

AMÉRICA-MEX: . Ochoa, Sebá, Cervantes e Rodríguez; Castro, Villa, Silva (Nuñez, 36'/2ºT), Rojas e Mosqueda (Higuain, intervalo); Esqueda e Cabañas. Técnico: Rubén Romaño.

FLAMENGO: Bruno, Luizinho, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan (Leonardo Moura, intervalo); Jaílton, Cristian (Diego Tardelli, 35'/2ºT), Ibson e Kleberson; Marcinho e Souza (Obina, intervalo). Técnico: Joel Santana

Fonte: LanceNet
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo