A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

sábado, 10 de maio de 2008

Raça, Amor e Paixão

Marco Aurélio, Murilo, Onça, Washington, Paulo Henrique, Zanata, Liminha, Doval, Dionisio, Fio e Arilson.

Essa era a formação do Flamengo da minha infância. Esse era o time dos meus botões. Eu sonhava jogar com eles, queria ser um deles, respirava Flamengo, ajudava a lotar o Maracanã com meu pai para vê-los em ação.

Com o Manto Sagrado vivi todas as emoções do mundo naquelas arquibancadas. Assisti a quase todos os 35 gols do Zico num Carioca. Estava lá quando devolvemos os 6 x 0 ao Botafogo. Vi a cabeçada do Rondinelli. Assisti o Nunes entortar o Silvestre na final de 80. Fiquei bêbado na Lapa no massacre contra o Liverpool. Fui trazido de volta para as arquibancadas pelo gol do Zico no finalzinho do primeiro jogo com o Grêmio em 82. Pulei com o gol do Adílio contra o Santos na campanha do Tri.

Vi o Zico ser quebrado por um animal do Bangu. Estava na despedida do Galinho e fui no jogo do seu retorno. Não perdi um jogo de decisão desde essa época. Sou testemunha do Penta com os jogos memoráveis contra o Botafogo. Eu estava do outro lado quando a grade da arquibancada despencou em 92, mas mesmo assim ninguém deixou de comemorar com o Júnior.

Há quase 15 anos não sabemos o que é perder uma final carioca. Sofremos com o perigo do rebaixamento, passamos vergonha contra o Santo André, deixamos o Cruzeiro levar nosso bi da Copa do Brasil e ano passado fomos enxotados da Libertadores pelos Defensores.

Isso tudo não pára de passar pela minha cabeça. Desde ontem há uma nuvem negra sobre mim. Onde eu vou ela vai junto. Já corri, já abanei, já assoprei, já tentei me esconder...

Tentei dormir, mas toda vez que fecho os olhos um enorme três e um zero gigante aparecem. Pra onde me viro vejo esses números. Entrei no carro e a rádio estava em 30.0 a FM do seu coração, o velocímetro não quis sair dos 30, todas as placas de velocidade entre o Maracanã e a Barra ditavam 30 km/h, o número do meu condomínio era 3000, no elevador só havia o botão 3 e o botão 0, o número do meu apartamento era 301, o relógio do microondas marcava 3:00. Tentei transar com a patroa, mas entre nós estavam o três e o zero...

Sou rubro negro de quatro costados, macaco velho das arquibancadas, rato de radinho de pilha, da Geral já joguei chinelo de dedo em jogador, tenho todas as camisas do time, assino o PFC, já fui sócio do clube, fui o primeiro a assinar a FlaTV e defendo meu clube como se fosse minha mãe. Mas ontem foi foda...

Quem já ouviu o grito da maior torcida do mundo deveria ouvir também seu silêncio. A saída do estádio foi melancólica. A cara das pessoas era de dar pena. Filhos consolando os pais, torcedores de outros times falando gracinhas pelas janelas dos prédios, camisas ao avesso, xingamentos incompreensíveis, tentativa de mudar de assunto... Dureza total!

O time do Flamengo conseguiu ir do luxo ao lixo em três dias. Uma derrota como a de ontem pode tirar o brilho do Bi Carioca e comprometer a campanha no Brasileirão que começará domingo, providencialmente, de portões fechados.

Fui ao estádio com vários amigos e me sinto responsável por eles terem sido testemunhas dessa noite. Quem comprou os ingressos fui eu. Desculpa aí amigos... foi mal!

A torcida do Flamengo não merece o que aconteceu no Maracanã. Ontem faltou aos jogadores amor, paixão, futebol e, principalmente, raça. Os deuses do futebol são cruéis e não perdoam a soberba. O adversário foi ignorado até o golpe de misericórdia do terceiro gol. O gorducho que fez dois gols foi ridicularizado por todos e nos deu um cala-boca que vai entrar para a história do futebol.

A primeira coisa que me vem à cabeça é o Zico. Quanta saudade do Galinho.

A torcida fez a sua parte. Lotamos mais uma vez, vibramos mais uma vez, apoiamos mais uma vez. Que o sete de maio sirva de lição!

A paixão pelo Flamengo continua, o amor pelo Flamengo não se acaba. Bola pra frente. Flamengo, suas glórias são muito maiores que isso.

Flamengo Eu te amo! Conte comigo para juntar os cacos...



Texto feito por: Guilherme Gouveia
Confira o Blog dele: www.festa18a.blogspot.com

Texto recebido por e-mail.

Envie-nos seu texto ou compartilhe o texto do seu blog conosco; todos nós juntos pelo Flamengo.

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo