A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Toró, no fim do jogo, derruba o Grêmio e dá novo gás ao Flamengo

Rubro-Negro chega à sexta posição com vitória por 2 a 1 no Maracanã; gaúchos perdem invecibilidade de 11 jogos, mas seguem na ponta
Na antevéspera do duelo pela 21ª rodada do Brasileirão, o técnico Caio Júnior prometeu satisfação ao torcedor rubro-negro que fosse ao Maracanã. Mais de 31 mil acreditaram na promessa e não se arrependeram. Em jogo duríssimo, o Flamengo venceu o Grêmio, líder do torneio, por 2 a 1.

A vitória em casa deixa o time carioca com 35 pontos. O Fla termina a rodada em sexto, a dois pontos do G-4. Estreando diante da torcida, Marcelinho Paraíba teve boa atuação, mas não marcou. Os gols flamenguistas foram feitos pelos baixinhos Maxi e Toró, aos 40 minutos do segundo tempo. Souza, de falta, descontou.

Embora ainda seja líder com 44 pontos – cinco a mais do que o Cruzeiro – o Grêmio perde uma invencibilidade de 11 jogos no Brasileiro. Novamente, o Rio de Janeiro atrapalha. Nas três viagens que fez à cidade, o líder do Brasileirão não somou ponto. Perdeu para Vasco, Botafogo e Flamengo. São as únicas derrotas da equipe no Brasileirão.

O próximo jogo do Rubro-Negro será domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio. O primeiro colocado do Nacional visita o Náutico, nos Aflitos.



Victor falha, e Maxi abre o placar





Antes mesmo de o jogo começar, o torcedor do Flamengo teve um susto. No aquecimento, dentro do gramado, Bruno sentiu o tornozelo e recebeu atendimento médico. Liberado para o jogo, o camisa 1 assistiu a uma tentativa de os anfitriões sufocarem o líder do Brasileirão.

Forçando as jogadas pelas laterais e contando com Aírton e Kleberson em boa noite, o Fla quase abriu o placar aos 12 minutos. Aírton arrancou, chutou e a zaga afastou. Na sobra, Marcelinho Paraíba tentou e novamente um zagueiro gremista fez o corte.

O Grêmio soube cozinhar os adversários nos minutos iniciais e quase surpreendeu aos 20. Souza driblou Jaílton e chutou à direita da baliza de Bruno. Aos 24, Marcelinho aproveitou-se de uma furada de Wllian Magrão e cruzou para Leo Moura. O lateral-direito pegou de primeira, mas a finalização foi por cima da meta de Victor.

O gol não demorou. Aos 26 minutos, Marcelinho rolou, Juan arriscou de esquerda de fora da área e Victor bateu roupa. Na sobra, Maxi apareceu em condição legal e tocou de perna direita, por cobertura. Alegria rubro-negra no Maracanã.

Apesar da desvantagem, o Grêmio continuou recuado. Somente aos 36, Marcel cabeceou e Bruno fez a defesa com tranqüilidade. O Flamengo devolveu aos 41 minutos. Juan recebeu passe de Marcelinho e bateu cruzado, no canto esquerdo de Victor, que se esticou e fez bela defesa.

As ações ficaram mais divididas no segundo tempo. O Tricolor gaúcho adotou as táticas das bolas alçadas à área e aos poucos começou a incomodar. Bruno destacou-se nas saídas do gol.

Aos 15 minutos, Marcelinho Paraíba recebeu na direita, mas finalizou por cima. As chances rarearam e as faltas aumentaram. Ibson fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Maxi dividiu com a zaga e perdeu a chance.

O Grêmio respondeu aos 30. Makelele arriscou da direita e Bruno espalmou. O empate veio na seqüência. Aos 37 minutos, Souza cobrou falta de longe, com muita força e acertou o ângulo esquerdo do goleiro flamenguista.

Toró, que cometera a falta que originou o gol adversário, aproveitou bola chutada por Marcelinho Paraíba e rebatida pela zaga para chutar de direita e desempatar, aos 42 do segundo tempo.



Aos 47 minutos, o Grêmio teve a chance do empate após uma saída errada de Jônatas. Porém, o chute de Souza parou nas mãos de Bruno.



Ficha técnica:


FLAMENGO 2 x 1 GRÊMIO
Bruno, Leo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jailton, Aírton (Toró), Ibson e Kleberson (Obina); Maxi (Jônatas) e Marcelinho Paraíba. Victor, Jean (Reinaldo), Pereira e Réver; Souza, Rafael Carioca, Willian Magrão, Tcheco e Anderson Pico (André); Perea (Makelele) e Marcel.
Técnico: Caio Júnior. Técnico: Celso Roth.
Gols: Maxi, aos 26 minutos do primeiro tempo; Souza, aos 37, Toró, aos 40 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Jean, Pereira, Wllian Magrão (Grêmio) Toró (Flamengo).
Estádio: Maracanã Data: 21/08/2008. Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP). Auxiliares: Ednilson Corona (Fifa-SP) e Roberto Braatz (PR). Público: 31.716 presentes

Gol do Flamengo! Toró pega sobra na área e desempata, aos 40 do 2º tempo





Se o Time jogar com a garra que jogo hoje pelo menos na Libertadores estaremos ano que vem.
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo