A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

sábado, 29 de março de 2008

Fla tropeça, mas garante a vaga


Não foi da maneira que o torcedor esperava. Mesmo sem jogar bem, o Flamengo empatou por 0 a 0 com o Madureira, neste sábado, no Maracanã mas garantiu vaga nas semifinais da Taça Rio.

A igualdade na partida pôs fim a uma seqüência de dez vitórias consecutivas do Rubro-Negro sobre os times considerados pequenos. Coincidentemente, o time estreou seu terceiro uniforme nesta partida e não teve sorte. Foram duas bolas no travessão do rival

O Fla ocupa a vice-liderança no Grupo A, com 16 pontos, e não pode mais ser alcançado pelo Caxias. Na última rodada, com o time reserva, enfrenta o Vasco. Mesmo com a vaga, a torcida não aceitou o tropeço e vaiou a equipe ao fim do jogo.

Por outro lado, o Madureira volta suas atenções a para a Copa do Brasil quando enfrenta o Juventude, quarta-feira, em Edson Passos. No Campeonato Carioca, o Tricolor suburbano fica com dez pontos no Grupo B e sem chance de classificação.

Terceira camisa começa mal

Desta vez, o ponto de interrogação sobre o Flamengo não foi na escalação. Até momentos antes de o jogo começar, o time não sabia qual uniforme utilizaria. Por erro do fornecedor, o clube só recebeu no sábado o número 2 para prensar na terceira camisa, uma homenagem ao remo.

Com o problema solucionado, o Rubro-Negro entrou em campo de roupa nova, mas preguiçoso. Em ritmo lento e prejudicado pelo forte sol, somente aos 24 minutos teve a primeira boa chance. Leo Moura cruzou da direita e o pequenino Maxi cabeceou para Renan defender. Um minuto depois, Juan arrancou do meio-campo e finalizou de fora da área. Novamente o goleiro do Madureira apareceu bem.

Ao contrário do que prometera na véspera, o técnico do Tricolor suburbano, Carlos Tozzi, não colocou em campo um time reseva. Mas nem os titulares assustaram muito no primeiro tempo.

A vaia dos poucos torcedores que estiveram no Maracanã ao fim da primeira etapa demonstraram bem o baixo nível técnico do jogo.

O Flamengo retornou ao campo sob os gritos de "queremos raça". E foi o que Cristian demonstrou aos três minutos quando roubou a bola na defesa e iniciou a jogada que terminou em um cruzamento de letra de Leo Moura e na cabeçada de Marcinho no travessão.

Aos 11 minutos, novamente o travessão salvou o Madureira. Maxi cruzou, a bola tocou na trave e sobrou para Juan, com o gol aberto, chutar por cima do travessão e perder uma chance incrível.

No contragolpe, o time tricolor quase surpreendeu. Wagner arriscou e a bola passou sobre a baliza de Bruno. A partida ficou praticamente um treino de ataque contra defesa. Mas a barreira do Madureira segurou bem o Fla. Apenas aos 33 minutos Obina cabeceou com perigo. Logo na seqüência, Douglas chutou rasteiro e quase surpreendeu Bruno.

Aos 38 minutos, Diego Tardelli entrou pela ponta esquerda, mas chutou em cima de Renan. O mesmo Tardelli teve a chance do gol da vitória aos 45 minutos, mas chutou para fora.

Ficha da partida

Flamengo ooooooooooooo Madureira

Bruno
Leo Moura
Fábio Luciano
Ronaldo Angelim
Juan
Cristian
Ibson
(Toró)
Kleberson
Renato Augusto
(Diego Tardelli)
Marcinho
Maxi
(Obina)
T: Joel Santana
Renan
Paulo Cesar
Marcílio
Jordan
Tiago
(China)
Wagner
Douglas
Amaral
(Júnior Negão)
Everton
Chrys
(Doriva)
Milson Santos
T: Carlos Tozzi

Fonte: Globo Esporte
www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo