A confiança no Clube de Regatas do Flamengo em forma de Blog !!! www.ConfionoMengao.blogspot.com

domingo, 16 de março de 2008

Flamengo não joga bem e perde o clássico


Acabou o jejum. Depois de quatro anos e 15 jogos, o Botafogo venceu o Flamengo por 3 a 2 neste domingo, no Maracanã, em uma grande partida, cercada por polêmicas. Assim, o Alvinegro se manteve 100% na Taça Rio, enquanto o rival permanece com nove pontos.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Macaé, no domingo, no Engenhão. Já o Flamengo joga no sábado contra a Cabofriense. Antes, porém, pega o Nacional (URU) nesta quarta, pela Libertadores.

O primeiro tempo foi bom e cercado de polêmicas, tal qual a final da Taça Guanabara. Apesar do time misto, o Flamengo foi bem no jogo, mas o Botafogo também. Por isso, os goleiros Castillo e Bruno tiveram trabalho e mostraram competência. O primeiro, em chute de Toró. O rubro-negro, em bomba de Wellington Paulista.

Aí veio o primeiro lance polêmico. Jorge Henrique protegeu na área e, quando saía dela, foi derrubado por Egídio. Na visão do árbitro, não houve falta, e o atacante ainda levou cartão amarelo. Mas, dois minutos depois, ele cairia de novo e o juiz optaria pela vantagem. Andre Luis dividiu, Gavillán deu mole e a bola sobrou limpa para Wellington Paulista, que abriu o placar, aos 20.

Quem teve a chance de empatar foi Renato Augusto, logo depois. Mas bateu duas vezes de canhota, em uma Castillo salvou, na outra Triguinho. O Botafogo recuou, passando a dar espaço e jogar só no contra-ataque. Por isso, levou o gol de empate. Mas não sem polêmica.

Túlio pisou em Renato Augusto sem querer, o árbitro parou o jogo. No recomeço, o volante devolveria a bola, mas Toró não quis saber de fair-play, roubou a bola e sofreu falta. Cartão para Túlio. Na cobrança, Obina aproveitou sobra na área e foi derrubado por Renato Silva. Pênalti, que Léo Moura cobrou com categoria e empatou, aos 38.

Não dava nem tempo para respirar. Pois Wellington Paulista foi agarrado por Leonardo na entrada da área. Falta e muita reclamação do Flamengo. Mas Lucio Flavio cobrou na barreira. Então, aos 44, o próprio apoiador protagonizou mais um lance reclamado. Ele entrou na área e foi derrubado por Jailton. Pênalti para revolta dos rubro-negros. Curiosamente, o juiz vinha com cartão amarelo na mão, mas recuou ao ver que Jailton já tinha. Como Lucio era atendido pelos médicos, Zé Carlos cobrou com paradinha e desempatou, aos 47.

Começa o segundo tempo e novo lance duvidoso aparece. Obina toca de calcanhar, Toró dribla o goleiro e manda para as redes. O assistente apontou impedimento milimétrico e anulou.

O Botafogo, então, começou a tomar conta do jogo, principalmente no meio-de-campo. E chegou ao terceiro gol. Wellington Paulista recebeu pela direita e cruzou na medida para Jorge Henrique, que se antecipou a Gavillán e cabeceou no cantinho, aos 7.

Teve início a festa da torcida alvinegra, provocando o rival. Mas também apareceram as grandes defesas de Bruno. Em cabeçada de Jorge Henrique e chutaço de Triguinho de longe, ele evitou que o placar fosse ampliado.

Se o Botafogo, mais uma vez, não matou o jogo enquanto esteve melhor, o Flamengo resolveu reagir. Não tinha muita inspiração, mas chegou ao segundo gol em uma jogada de bola parada. Egídio cruzou e Thiago Salles, em posição duvidosa, cabeceou no canto, aos 23. Aí, tal qual na final da Taça Guanabara, Castillo segurou a bola e começou a confusão, com direito a reservas do Fla em campo. Desta vez, ela foi contornada, sem expulsões.

O Flamengo tentou pressionar, mas só à base de chuveirinhos. O Botafogo se defendeu e saiu nos contra-ataques. O jogo era muito aberto, os dois times muito cansados. Mas para polêmica ainda havia gás. Jorge Henrique prendeu a bola na linha de fundo e foi derrubado por Egídio. Jônatas se meteu e foi corretamente expulso.

Ainda houve tempo para Obina dar um carrinho grosseiro em Lucio Flavio e ser expulso, aos 45 minutos. Fim de jogo e fim de escrita!

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 3 BOTAFOGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data - Hora: 16/3/2008 - 18h10min (de Brasília)
Renda - Público: R$ 296.733,00 - 21.010 pagantes (23.418 presentes)
Árbitro: Marcelo de Souza Pinto (RJ)
Assistentes: Beival do Nascimento Souza (RJ) e Vilmar Raul (RJ)
Cartões Amarelos: Jaílton e Jônatas (FLA); Andre Luis, Jorge Henrique, Triguinho e Túlio (BOT)
Cartões Vermelhos: Jônatas, 42'2ºT (FLA); Obina, 45'2ºT (FLA)

GOLS: Wellington Paulista, 22'/1ºT (0-1); Léo Moura, 38'/1ºT (1-1); Zé Carlos, 46'/1ºT (1-2); Jorge Henrique, 7/2ºT (1-3); Thiago Salles, 23'/2ºT (2-3)

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Leonardo, Thiago Sales e Egídio; Gavilán (Léo Medeiros, 33'/2ºT), Jaílton (Marcinho, 11'/2ºT), Toró e Jônatas; Renato Augusto (Maxi, 11'/2ºT) e Obina. Técnico: Joel Santana.

BOTAFOGO: Castillo, Renato Silva, Andre Luis e Triguinho (Adriano Felício, 26'/2ºT); Alessandro, Diguinho, Túlio (Eduardo, 12'/2ºT), Lucio Flavio e Zé Carlos (Wellington Junior, 35'/2ºT); Jorge Henrique e Wellington Paulista - Técnico: Cuca.

Fonte: LanceNet

www.ConfionoMengao.blogspot.com - A confiança no Flamengo